Perigo Biológico- São 4 Principais, Conheça Para Ter Um Alimento Seguro

Compartilhe

principais perigos biologicos

Perigo Biológico |

Em outubro, no dia 16, é comemorado o Dia Mundial da Alimentação. Esse dia foi imaginado com a intenção de produzir considerações sobre o cenário da alimentação mundial contemporânea. Foi em 1981 a primeira comemoração.

Perigo Biológico e a Educação em Segurança Alimentar

alimento seguroAlimentos Práticos e Higiênicos – Destacaremos métodos para implementar boas práticas alimentares com objetivo de um alimento seguro

De acordo com o Ministério da Saúde, em seu Manual Integrado de Vigilância, Prevenção e Controle de Doenças Transmitidas por Alimentos, milhares de pessoas por ano adoecem devido a doenças transmitidas por alimentos.

Afinal, as ocorrências vêm aumentando e muitas das quais são evitáveis.

É importante que os profissionais de serviços de alimentação estejam cientes dos principais tipos de riscos à segurança alimentar e dos melhores métodos de prevenção.

Existem 4 categorias principais de riscos à segurança alimentar a serem considerados:

  1. Químico;
  2. Biológico;
  3. Físico;
  4. e Alergênico.

Compreender os riscos associados a cada um pode reduzir drasticamente o potencial de doenças transmitidas por alimentos e incentivar as pessoas a terem um plano alimentar afim de se protegerem.

Cada um tem suas próprias características únicas, mas tudo pode ser evitado por meio de um robusto sistema de gestão de segurança alimentar para oferece uma boa alimentação.

Perigo Biológico Símbolo

simbolo perigo biologico

Os perigos biológicos são caracterizados pela contaminação dos alimentos por micro-organismos.

São encontrados no ar, alimentos, água, animais e no corpo humano.

Contudo, esses organismos incrivelmente minúsculos não são inerentemente inseguros – muitos oferecem benefícios à nossa anatomia.

Apesar disso, doenças transmitidas por alimentos, as intoxicações alimentares, podem ocorrer se micro-organismos prejudiciais entrarem nos alimentos que comemos.

Existem vários tipos de micro-organismos, cada um dos quais pode afetar negativamente a saúde:

  • Bactérias;
  • Vírus;
  • e Parasitas.
placa petri com bactéria
👆 – Colônias de bactérias em uma placa de Petri –

Há uma variedade de fatores que influenciam o crescimento de micro-organismos perigosos, incluindo:

  • Temperatura;
  • Níveis de pH;
  • e Umidade dos alimentos. 

Existe um termo específico para a faixa de temperatura que estimula o crescimento bacteriano: Zona de Perigo.

Essa faixa de temperatura, de 5 °C a 60 °C, permite que as bactérias cresçam mais rapidamente, quase dobrando seu número em 20 minutos.

Além disso, o nível de pH de um alimento, ou sua acidez, pode acelerar o crescimento.

Alimentos menos ácidos, como o leite, tendem a promover bactérias em taxas mais altas do que alimentos mais ácidos, como o suco de limão.

Micróbios preferem ambientes mais quentes e úmidos, o que torna os alimentos úmidos focos para o crescimento dos micro-organismos.

Perigo Biológico – Os 4 Principais  Que Ameaçam a Segurança Alimentar.

Perigo Químico

perigo quimico alimentarOs riscos químicos são identificados pela presença de substâncias nocivas que podem ser encontradas nos alimentos naturalmente ou adicionadas acidentalmente durante o processamento.

Alguns perigos químicos incluem produtos químicos de ocorrência natural, como micotoxinas, produtos químicos adicionados intencionalmente, incluindo o conservante nitrato de sódio e produtos químicos adicionados acidentalmente, como pesticidas.

Exemplos de Perigos Químicos

  • Micotoxinas
    • Produzido por fungos, pode ser tóxico para humanos e animais. Eles são formados por fungos que crescem em colheitas e alimentos sob certas condições;
  • Toxinas Naturais
    • Compostos bioquímicos produzidos pelas plantas em resposta a certas condições ou fatores estressantes;
  • Toxinas Marinhas
    • Decomposição ou algas marinhas microscópicas acumuladas em peixes e crustáceos;
  • Contaminantes Ambientais
    • Entra acidentalmente ou deliberadamente no ambiente.
      • Normalmente fabricado para uso industrial;
  • Aditivos Alimentares
    • Qualquer substância química adicionada aos alimentos durante o preparo ou armazenamento;
  • Produtos Químicos Induzidos Por Processamento
    • Produtos químicos indesejáveis, podem ser formados em certos alimentos durante o processamento como resultado de reações entre compostos que são componentes naturais dos alimentos;
  • Pesticidas / Produtos Agrícolas
    • Usados para controlar, destruir ou repelir uma praga ou para mitigar os efeitos dela;
  • Resíduos de Medicamentos Veterinários
    • Usados em animais produtores de alimentos para controlar e / ou prevenir doenças no animal.
Trator pulverizando pesticida
👆 – Trator pulverizando pesticida, que pode inadvertidamente entrar nos alimentos que consumimos –
Prevenção de Riscos Químicos

Os perigos químicos devem ter procedimentos de limpeza específicos e adequados. Certamente os requisitos de saneamento são os melhores métodos de prevenção.

Treinar os funcionários e manipuladores para seguir diretrizes rígidas é essencial na prevenção de riscos químicos. Como o cuidado na higienização de superfícies de contato com alimentos.

Além disso, limitar o uso de produtos químicos aos geralmente reconhecidos como seguros e garantir que os produtos químicos sejam armazenados em áreas designadas separadas dos produtos alimentícios.

Perigo Biológico

Exemplos de Perigos Biológicos:

Perigo Biologico Alimento

Prevenção ao Perigo Biológico

Semelhante à prevenção de riscos químicos, a melhor maneira de evitar que riscos biológicos afetem os consumidores é implementar, para uma alimentação consciente, além dos procedimentos de limpeza adequados e requisitos de saneamento, estratégias robustas de processamento e armazenamento. Sem dúvida, esses são os melhores métodos de prevenção.

É necessário “matar” as etapas que foram usadas antes do empacotamento que não estão em nosso controle… cozinhando bem ou pasteurizar leite e sucos.

  • O uso de tecnologias de embalagem durante o processamento, como selagem a vácuo, impede o crescimento bacteriano;
  • O gerenciamento adequado da temperatura para armazenamento pode reduzir drasticamente o crescimento de micróbios;
  • Finalmente, práticas de saneamento eficazes em toda a cadeia de distribuição reduzirão a contaminação cruzada de produtos alimentícios.

Perigo Físico

Perigo fisicoOs riscos físicos são objetos estranhos encontrados em produtos alimentícios. Eles são encontrados naturalmente no item específico, como caules de frutas, ou normalmente não fazem parte do item alimentar, como cabelo ou plástico.

Riscos físicos não naturais são geralmente mais perigosos para a saúde, enquanto os riscos físicos naturais podem ser inofensivos.

Já ocorreu caso de serem encontradas agulhas de costura, inseridas maliciosamente, em morangos na Austrália.

Sabotagem morangos com agulha
👆 – Agulhas de costura foram inseridas maliciosamente –

Exemplos de Perigos Físicos

  • Não natural
    • Cabelos, fragmentos de metal, pedaços de plástico, lascas de madeira, vidro…
  • Natural
    • Detritos microscópicos transportados pelo ar, sujeiras ou fragmentos minúsculos de insetos…
Prevenção aos Riscos Físicos

A prevenção de riscos físicos concentra-se principalmente na inspeção completa dos alimentos e no cumprimento estrito dos regulamentos de segurança alimentar, como Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle discutidos abaixo.

As organizações também podem tomar medidas proativas para eliminar o potencial de um perigo físico.

As lâmpadas, por exemplo, podem ser fabricadas com diversos materiais. O acrílico é mais leve e mais forte do que o vidro e tende a se fragmentar em partes maiores e mais cegos do que o vidro.

Perigo Alérgico

perigo alergico alimentosO último, e talvez o mais mortal, são os riscos alergênicos.

No Brasil, De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 30% da população possui algum tipo de alergia e muitos não sabem.

Não há, ainda, estudos em relação a mortes causadas por tipos alérgicos específicos no Brasil, temos muitas estimativas.

Mas nos Estados Unidos, por exemplo, um estudo revelou que os medicamentos são o principal motivo de morte súbita associada a alergias.

As alergias são a 6ª causa principal de doenças crônicas nos Estados Unidos, com mais de 50 milhões de pessoas sofrendo de alergias a cada ano.

As reações alérgicas ocorrem quando o corpo humano produz uma resposta imune anormal a proteínas específicas encontradas nos alimentos.

Exemplos de Riscos Alergênicos

Comumente encontrado em:

  • Leite
    • Manteiga, queijo, creme de leite, leite em pó e iogurte;
      • A reação é possível ocorrer depois da segunda exposição ao leite ou mais tarde.
  • Ovos
    • Bolos, alguns produtos de carne, maionese, musse, macarrão, quiche, molhos e alimentos pincelados com ovo;
      • A albumina, encontrada na clara, é a proteína do ovo com maior potencial alergênico.
  • Nozes
    • Pães, biscoitos, bolachas, sobremesas, gelados, óleos de nozes, molhos;
  • Soja
    • Sobremesas, sorvetes, molhos e produtos vegetarianos;
  • Trigo
    • Pós de cozimento, massas, bolos, cuscuz, pastelaria, molhos;
      • O glúten é a principal proteína geradora de reação alérgica.
  • Peixe
    • Molhos de peixe, condimentos, molhos para salada, cubos de caldo e molho inglês;
  • Frutos do mar
    • Caranguejo, camarão e lagosta, em geral, são os que propiciam reações alérgicas mais séria;
  • Aditivos alimentares
    • Denominados como corantes e conservantes são bastante usados em muitos tipos de alimentos e bebidas, como cervejas, vinhos e comidas congeladas em geral.
Prevenção ao Perigo Alérgico

Infelizmente não há como prevenir as alergias, mas é possível reduzir o risco de uma reação alérgica.

Contanto que as empresas adotem técnicas de higienização adequadas e apresentem ingredientes potencialmente alergênicos, obviamente na embalagem do produto, as reações alérgicas serão minimizadas.

Regulamentos / Leis e Orgão Fiscalizador

lei seguranca alimentarO Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional – SISAN com intenção de garantir o direito humano à alimentação apropriada, implementou a lei LEI Nº 11.346 DE 15 DE SETEMBRO DE 2006 .

Essa Lei foi criada para ajudar a melhorar a segurança alimentar e garantir boas práticas para que tenhamos alimentos mais seguros.

Ao fazer isso, as práticas de segurança alimentar tornaram-se significativamente mais robustas e eficazes.

O órgão no Brasil responsável pela fiscalização é a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

====================

Alimento seguro em kitConsidere o Kit Lanche na sua alimentação diária fora de casa. Ele é individual, prático e higiênico…

Se você deseja que o seu trabalho (ou a escola dos filhos) seja abastecido com opções de lanches prontos e embalados individualmente, você pode considerar a utilização de um serviço de entrega de lanches práticos.

Você também pode receber os lanches em horários determinados. Aqui na Kit Break existem inúmeras opções para escolher, incluindo serviços de assinatura, opções de entrega agendada, sem custo para cidade do Rio de Janeiro e com os pedidos online.

Temas relacionados a este artigo:

Marcelo Homem

Marcelo Homem

Contribuo para solucionar problema comum em empresas e instituições com alimentos, especificamente lanches. Exemplo: Problemas com manuseio de alimentos, aglomerações, agilidade no break, deslocamentos, contratação de serviço caro (buffet), falta de espaço, armazenagem e distribuição. Com nossa solução os gestores ganham tempo para cuidar do que mais importa, suas tarefas.

Sobre Nós

cozinha kit break

Fundada em 2002 em um quiosque de apenas 9m². A cada dia o Lanche Individual foi se tornando o principal produto. Precisamos ampliar e mudar. Hoje ocupamos um espaço de 300m² em Jacarepaguá e trabalhamos exclusivamente com Kit Lanche.

Método único de embalar kit lanche.

Nosso Propósito:
Você que trabalha em empresas, eventos, escola e projetos sociais; você é o nosso público-alvo, mas queremos saber o mais importante: como podemos ajudar a satisfazer o seu público. Estamos de verdade interessados em contribuir com seus objetivos.

Nossas Redes Sociais

Últimas Publicações

Kit Lanche - Solução em Alimentação Corporativa.

Play Video about Embalagem para kit lanche

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.